Matérias

Guia Básico: Dicas de segurança para quem esta começando no fetiche.

 

Olá,

No meu passado, quando fui um dos maiores Dons de São Paulo e conheci tudo do meio, aprendi muita coisa.  Vou fazer o que eu sempre fazia no Bate Papo ou nos bares que eu ia, dar as dicas de segurança para que você possa ser feliz nisso, afinal fetiches costumam ser coisas mais intensas que o normal, por isso é sempre melhor tomar cuidado e nunca marcar um Blind Date (Encontros às cegas) porque pode dar muito errado e nosso site prega o fetiche consciente e seguro.

Em primeiro lugar, no meio BDSM conheci as melhores e as piores pessoas, extremos mesmo, por isso vai o conselho: antes de mergulhar, por mais vontade que tenha, aprenda e conheça. As praticas e as pessoas principalmente. Tem muitos pseudo-Dons que não passam de tarados procurando sexo fácil e  também muito malucos disfarçados de Dons. Assim, cuidado nunca é demais. Então leia muito, conheça mesmo, o relacionamento BDSM não é, em vários aspectos, como um relacionamento comum.

Em resumo, você pode imaginar que não gosta de algo e de repente ao viver isso, se encontre nisso ou ainda pode ser que descubra odiar algo que imaginava gostar, ou descubra amar algo que imaginava detestar, em resumo, se não viveu olho aberto.

Uma coisa importante:  nunca, nunca mesmo passe suas senhas de E-MAIL, MSN, FACEBOOK, FETLIFE ou do que for para Dono ou sub e mais importante ainda nunca envie dinheiro ou presentes pois você nunca sabe quem é a pessoa até ser tarde as vezes.

Quanto a conhecer pessoas vão 5 dicas importantes de segurança:

 1º - Se negociar com um Dom, veja se ele é Dom primeiro, se conhece mesmo sobre SSC e as práticas.  Assim, você não corre risco de cair na mão de algum curioso, e se machucar. Mesmo que ele peça sigilo (e alguns pedem) pergunte e descubra quem ele é, se é uma pessoa com boas referências, amigos, se já teve submissa, se ele realmente é o que você precisa e a se história dele bate e é real. Conheci sub que se envolveu com Dom - o cara se dizia sozinho e quando ela foi ver, ele tinha outra submissa, noiva baunilha ou era casado e por ai vai. Em resumo, segredo às vezes é pra esconder coisa errada às vezes não, mas não custa checar.

 2º - Negociou? Ótimo, negocie mesmo e procure saber tudo, não marque sessão de cara porque pode dar merda, primeiro conheça o cara em um lugar público como amigo como Shopping, restaurante e lugares com segurança e converse mesmo para saber se é isso mesmo e se não ficar seguro não marque sessão, marque mais um ou quantos encontros forem necessários.

 3º - Não aceite coisas que não são o que você quer só para garantir uma coleira,  tá cheio de Dono sozinho por ai então se valorize e não pegue papel na ventania, isso costuma dar histórias ruins.

 4º - Tem muitas escravas ou submissas que são pior que os Dons, então muito cuidado sempre. Muita gente se torna falsa amiga por outros motivos, então crie amizades sempre com algum cuidado, sabe como é pé atrás sempre é bom, depois de um bom tempo você descobre quem é realmente amigo ou apenas um interesseiro.

 5º - Se você se interessou pelo estilo de vida fetichista, ótimo, mas eu aprendi uma coisa vivendo no fetiche:  não é tão bom quando se torna ESTILO DE VIDA, esse negocio foi inventado para se viver na cama, pense, se você passar a viver integralmente isso, possivelmente você vai se estragar ou se machucar demais, porque é muito intenso mesmo e em quase todos os casos, por ser extremo demais, da problemas como: Meninas submissas o tempo todo não tem mais vontade própria; Dominadores de período integral não conseguem mais distinguir isso e se tornam megalomaníacos ou pessoas impossíveis de se conviver no trabalho ou em família, maltratando empregados e por ai vai, masoquistas que se machucam ou cortam por qualquer coisa como se a dor fosse solução para tudo etc.

 Em resumo é melhor estabelecer limites de onde começa e termina o fetiche, o melhor limite é a cama ou a casa do casal, mas tem de haver algum limite, senão da merda.

 Bom, o básico eu já disse, qualquer coisa perguntem, afinal o legal é ninguém sofrer como isso como dizia Drummond “Dor é inevitável o sofrimento é opcional.” Boa sorte pessoas!!!

  

Abraços e beijos,

 O Motorista...

Recomendamos também