Matérias

Fetiches: BDSM – B de Bondage.

 

Inicialmente as pessoas não tem uma boa percepção sobre os 4 fetiches que compõem o BDSM, afinal você pode gostar apenas de um deles ou curtir todo BDSM. Então hoje vamos falar sobre o Bondage:

Bondage ou Imobilização Erótica, é o fetiche que vem do fato de se imobilizar uma pessoa com fins eróticos. E isto deve dar prazer tento a quem imobiliza e a quem é imobilizado.

Imobilizar em Bondage é o mais genérico. Não é apenas o amarrar com cordas, mas com qualquer item: correntes, fita adesiva, plástico bolha, algemas, lenços, etc.

 

 

 

Existem coisas mais específicas, como por exemplo o Shibari, que é uma técnica japonesa onde só se usa cordas e a estética é o mais importante, às vezes nem ocorrendo a imobilização total como mostrado na imagem abaixo.

No Bondage o importante é a imobilização. A pessoa pode ser apenas “bondagete“ e quem imobiliza pode estar até mesmo agindo sob ordens. No Bondage não exige dor necessariamente, ou qualquer outra técnica, sendo que esse fetiche pode ter tantos níveis de intensidade, quanto quaisquer outros.

É bem comum vermos casais que nem sabem que tem esse fetiche, brincando com algemas ou lenços longos femininos, chegando ao extremo de pessoas que curtem suspensão, ou outras técnicas como mumificação e assim por diante.

O importante no Bondage é que os parceiros se divirtam com isso e que a pratica os empolgue, fazendo com que os dois gostem do jogo, um de prender e o outro de estar preso, usando para isso, além do que já citei, correntes e braçadeiras.

O importante é a paciência e curtir o momento da imobilização. Erotizar é muito legal mesmo e o melhor é depois brincarem como preferirem, desde o sexo masi comum, até outras práticas, DESDE QUE AS DUAS PARTES ESTEJAM DE ACORDO.

Agora o mais importante.A regra básica para qualquer relacionamento, principalmente os BDSM, é o SSC: SÃO, SEGURO E CONSENSUAL.

A pessoa quer e você também. É consensual, é pelo motivo certo. Não sendo por motivos doentes, como querer se machucar sem saber nem o porque, então é São. Mas o mais importante é ser Seguro.

Como assim? Ao prender cuidado com as articulações e a circulação. Nunca dê nós de forca ou que não desapertem rápido, sempre pense na segurança mútua. Mas como assim mútua?

Vamos imaginar que o casal vá a um lugar reservado, o que amarra cai e se machuca, começa a sangrar desmaiado e o outro amarrado nada pode fazer, ou o que amarra tem um ataque cardíaco?

Em resumo, tem de haver sempre uma contingência de emergência, para garantir a integridade física das pessoas, como por exemplo colocar uma tesoura ou lâmina ao alcance da pessoa imobilizada, ou um nó de escape para pelo menos uma parte do corpo, como uma mão ou braço inteiro, por segurança. E se a pessoa entrar em pânico presa ou tiver um ataque, corte a corda sem dó, pois a pessoa vem em primeiro lugar.

Sempre tome esses cuidados, aprenda, e teste antes de fazer. Se satisfaçam e sejam felizes.

  

Abraço,

 O Motorista

Recomendamos também